sexta-feira, 8 de dezembro de 2006

Fertilidade...

Porque estou fértil, meu marido me ama e me olha de um jeito que só vendo... E eu, mulher fértil e ovulante, o amo mais só por ele ainda estar ao meu lado... Será que vou engravidar nesse dezembro? Mês bonito que eu queria guardar só pra mim. E pra nós...

3 comentários:

Tamuana disse...

°todo o amor do mundo pra vc dois°

°bjo, borboleta°

Betania disse...

Vai ser a criança mais poeta do mundo,torço muito por esse acontecimento.Casal especial, filhos especiais.Beijos

Anônimo disse...

Agora ando só
Num vasto campo de perdas
Ouço vozes gargalhando
Pois a queda é inevitável

A derrota foi escrita
E acreditar no sonho foi o erro
Marcado em minha face
Em meu pescoço, em meus joelhos
É clara a vontade de quebrar a promessa
A única honrada

Fina
Como é fina essa linha
Estreita-se a cada decepção
O medo que não deveria ser meu
É que impede que ela se rompa
Mas um dia isso padecerá

Não sei a quem questionar
É um vício que se torna necessário
Agradeço aos sons por tanta compreensão
E se hoje mato meu corpo
É para não matar meus sentimentos

As asas se queimaram
E não se apagaram aos poucos
Aplaudam o egoísmo
Congratulem a dama da noite
Pois hoje eu caí
E não levei ninguém comigo .

 
;